Mosaicos

Lixo Espacial

m 1957 foi lançado, pela ex-União Soviética, o primeiro satélite artificial. Neste momento, a chamada Guerra Fria, envolvendo Estados Unidos e União Soviética, toma novos rumos porque o espaço aéreo acima da alta atmosfera é conquistado, deixando a expectativa de poder vir a ser usado com fins bélicos e militares. Logo depois, John Kennedy, então presidente dos Estados Unidos, desafia a NASA a um feito ainda maior: levar o homem à Lua. Assim, uma disputa política, estratégica e científica tem início e dá arrancada para a colocação de artefatos humanos no chamado “espaço exterior”, acima da alta atmosfera, bem como na Lua e Marte. Mas por onde o homem passa ele sempre deixa lixo. E o espaço exterior não fugiu a esta regra. Não bastasse o lixo que é produzido aqui embaixo, agora estamos diante de mais um problema que são centenas de satélites em desuso, estágios desprendidos de foguetes, tanques de combustível, milhares de fragmentos de metal, luvas de astronautas, escovas de dente, máquinas fotográficas, sacos com dejetos humanos, tudo girando ao redor da Terra e esperando o momento de perder velocidade e dar entrada na atmosfera para depois, dependendo do peso, cair na superfície terrestre. A corrida espacial trouxe o desenvolvimento de vários setores da vida humana, mas também trouxe mais esta preocupação que é o Lixo Espacial. Quem pode usar o espaço exterior? Alguma nação pode ter a posse da Lua ou de Marte? Quem será responsabilizado em caso de algum acidente pela queda de lixo espacial? Qual é a quantidade de Lixo Espacial nos dias de hoje? O que é a “Órbita-Cemitério? Já existe lixo espacial na Lua e em Marte? Alguma pessoa já foi atingida por lixo espacial? Já caiu algum lixo espacial aqui no Brasil? Nosso convidado é Paulo Araújo Duarte – Geógrafo e professor aposentado do Departamento de Geociências da Universidade Federal de Santa Catarina. Também professor de Astronomia e Cartografia além de ex-diretor do planetário da UFSC.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vida Inteligente