Mosaicos

Cristianismo Ortodoxo e Catolicismo Romano

Às vésperas da escolha do novo dirigente-mor da Igreja Católica Apostólica Romana, nada mais oportuno mostrar e explicar o que são e representam o Cristinianismo Ortodoxo e o Catolicismo Romano, assim como as funções do Papa e do Patriarca. A Ortodoxia usa a ciência e a filosofia para defender e explicar a fé. Ao contrário do Catolicismo Romano, ela não se baseia nos resultados da filosofia e da ciência. A Igreja não busca reconciliar fé e razão. Ela não faz nenhum esforço para provar pela lógica ou pela ciência o que Cristo entregou para que seus seguidores acreditem. O Catolicismo Romano ensina que a razão pode provar o que Deus é; e até mesmo deduzir que Ele é eterno, infinito, bom, incorpóreo, todo-poderoso, onisciente, etc. Ele é o “ser mais real”, “verdadeiro ser”. O homem é como Ele (análogo), porém, é um ser imperfeito. Apesar das diferenças em alguns quesitos, ambas as Igrejas caminham de mãos dadas, objetivando uma religação do homem com o seu Criador.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vida Inteligente