Mosaicos

O Princípio da Polaridade | Programa de 11.09.2011

Tudo é duplo, tudo em pólos, tem o seu oposto, seu par contrário, o igual e o diferente são a mesma coisa; os opostos são idênticos em natureza, só digerem em grau, os extremos se tocam, todas as verdades são meias-verdades, todos os paradoxos podem ser reconciliados. O Bem e o Mal, O Frio e o Calor, a Inteligência e a Ignorância, tudo é igual. É só uma questão de graus a mais ou a menos. Tudo existe e não existe ao mesmo tempo, há dois lados de tudo, todo Verso tem o seu Reverso, Bem e Mal são a mesma coisa, apenas um é menos Mal e o outro é menos Bem. “Só temos consciência do Belo quando conhecemos o Feio. Só temos consciência do Bom, quando conhecemos o Mau. O Grande e o Pequeno são complementares. O Alto e o Baixo formam um todo. O Tom e o Som se harmonizam. O Antes e o Depois seguem-se um ao outro. O Passado e o Futuro geram o tempo. O Longo e o Curto se delimitam. O Ser e o não Ser geram-se mutuamente. O Sábio executa sua tarefa sem Agir. O Sábio tudo realiza – e nada considera seu. O Sábio tudo faz e não se apega à sua obra.” Polaridade é transformar a ignorância em sabedoria, trevas em luz, matéria em espírito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vida Inteligente