Mosaicos

A Plenitude da Liberdade | Programa de 11.09.2011

A plenitude da liberdade consiste na capacidade de dispor de si em vista do autêntico bem, no horizonte do bem comum universal. A verdadeira Ordem e a verdadeira Liberdade são indissociáveis. Ainda assim, é frequente pensar-se na liberdade e na ordem como potencialmente antagonicas. Para o Esoterismo, porém, a dicotomia, em termos de oposição, não tem razão de ser: a verdadeira ordem é a plenitude da liberdade, e a Liberdade verdadeira assenta na Ordem mais perfeita. O Bem reside no enlace entre a Lei (ou Ordem) e a Liberdade. Liberdade, Lei e Bem são indissociáveis. É a tríade da vida espiritual. A verdadeira Ordem, no mais elevado conceito esotérico, é a Lei (Lei Divina, Lei do Ser, Lei do Todo-Natureza) interiormente assumida, pela qual todos os diferentes níveis do Ser se adéquam com o mais elevado paradigma ou arquétipo, que é o divino por excelência. Está implícita a associação, a consonância entre ordem, lei, governo, e a liberdade de cada um, no seio do Todo. “Conhecereis a Verdade e a Verdade vos libertará”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vida Inteligente