Mosaicos

O Santo Graal | Programa de 11.09.2011

A etimologia da palavra Graal é um tanto duvidosa, mas costuma-se considerá-la como oriunda do latim gradalis – cálice. Qual a natureza do Graal? Um cálice, uma pedra ou um livro? Sendo o Graal uma realidade nos planos espiritual, material e humano podemos concebê-lo como um objeto-pedra (esmeralda) em forma de taça servindo como meio de comunicação entre o céu e a terra? A primeira referência literária ao Graal é “O Conto do Graal”, do francês Chrétien de Troyes, em 1190. Todo o mito – e uma série interminável de canções, livros e filmes – sobre o rei Arthur e os Cavaleiros da Távola Redonda tiveram seu início ali. Tratava-se de um poema inacabado de nove mil versos que relata a busca do Graal, da qual Arthur nunca participou diretamente, e que acaba suspensa. Verdade, Mito?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vida Inteligente